gpfDOZE
e meio.

terça-feira, janeiro 24, 2006

a distant ship's smoke on the horizon - não percam, nesse post, como é a vida após a morte. juro que é sério. mas antes, um pequeno guia prático de como ir de Sorocaba a São Paulo pelas diversas estradas do estado.

[edit]: teu comentario foi bom demais, Bio! eu nunca tinha lido o meu primeiro post de novo. ainda bem que a gente cresce.

pela Castelo Branco: pegue a Raposo Tavares, entre na saída 91, siga a Castelinho e pegue a Castelo Branco na altura do km 72, seguindo então sentido São Paulo.

pela Raposo Tavares: pegue a Raposo Tavares, passe a saída 91, veja que a estrada só era bonitinha no perímetro urbano de Sorocaba, diminua para 60km/h porque tem um caminhão na tua frente, entre em Alumínio, saia de Alumínio (cidade de primeira porque, como na velha piadinha, quando voce engatar a segunda você já saiu -- a menos que voce ainda esteja atrás do caminhão). ultrapasse-o em faixa dupla, acelere que nem um filho da puta, pare atrás de uma fileira de carros atrás de um caminhão numa fila dupla eterna, entre em Mairinque, saia de Mairinque (outra). vá ultrapassando um por um até chegar no caminhão, chegue em São Roque, vire tudo a esquerda na placa "Castelo Branco", não ache nenhuma placa, dê uma volta pelos morros da periferia da cidade, saia numa rodovia contente e repare que você está na Raposo Tavares, no sentido contrário. faça o retorno, entre no mesmo buraco que voce entrou anteriormente, ache a placa escondida, siga a estradinha e pegue a Castelo Branco, sentido São Paulo, no km 52.
--

outro dia eu tive um sonho revelador: eu morri, e fui pro outro lado. mas ele era tão revelador, mas tão revelador, que eu não entendi. acho que era pra ser assim mesmo. mas eu conto pra voces, ainda assim.

bom, eu tinha morrido. e daí fui de perua até a vida após a morte (provavelmente porque, de acordo com o Grim Fandango, o caminho pelo meio das selvas e submundos é sempre o mesmo mas, de acordo com o que voce faz na vida, voce pode ganhar um bilhete de trem-bala, um carro esporte ou a incrível linha Excelsior, que tem a ponta da bengala emborrachada), mas foi uma viagem rápida. cheguei lá e só descobri que o mundo era o mesmo que o nosso - talvez até o mesmo fisicamente, mas numa outra dimensão - mas com a diferença que não envelhecíamos, e sim rejuvenecíamos(!).

a partir daí, podemos tirar conclusões satisfatórias sobre tudo: quanto mais velhos ficamos, menos preocupações temos; em um momento oportuno, paramos de fazer sexo simplesmente porque só conseguimos ficar e, depois, não conseguimos nem acertar um sorvete na boca; paramos de conseguir o nosso próprio dinheiro e somos financiados para comprar balas sempre que queremos; as varizes somem, gastamos cada vez menos com laminas de barbear, redescobrimos o quão bonito é sair de casa inteiro em verde limão e o colesterol diminui inversamente proporcional à quantidade de nuggets que voce come (afinal, voce já está morto mesmo). algumas conclusões não pude ter, como "o que acontece quando a ordem cronológica de mortes não é seguida?" ou "qual é o critério para se escolher emprego logo que voce morre, ter mais ou menos idade?", tal qual "os videogames evoluem ou retrocedem?" e, é claro, o principal: "o que acontece depois que voce morre depois de morto?", mas esse eu parei tentando descobrir como um morto morre.

o lado filosófico de analizar esse sonho é que voce descobre que, na verdade, os teus antepassados distantes nunca serviram para nada além de procriação. o que importa mesmo são as pessoas à tua volta, duas gerações pra frente e pra trás, mais ou menos. obviamente, teus pais vão devolver todas aqueles teus esperneios infantis, já que voce vai cuidar deles, coitados, tão pequeninos e infantis. nao te preocupe, no entanto, voce pode revidar nos teus filhos quando eles morrerem (lindo, nao?).

ainda assim, é um sonho revelador, diz aí. espera só pra eu contar o do cara que me sequestrou e traficava caminhões do Pão de Açucar por baixo do oceano.

5:44 PM.

 

 

/// comentários [5]

Anonymous Bio, 11:38 PM \\\

A gente cresce.


Mas... matar aulas de cursos malucos pra dançar na SSamba Festival (Pump é meu ovo!) e rabiscar todo o diploma pra escrever "All Your Base Are Belong To Us" e depois tirar foto com o Noel?

Sim, eu faria de novo! :P

Abraço, Billy.
É só saudade, cara!
Aproveite!

Blogger Rubens XD, 11:00 AM \\\

Ah, acho que quando a gente tá morto e "nasce ao contrário", a gente nasce de novo aqui. É tipo um efeito ioio!

Blogger lee morgan, 7:06 PM \\\

sabe que eu já tive esse sonho!
Mas a minha questão era como as pessoas se reproduziam na vida após a morte e se elas envelheciam por lá!

Mas essa semana eu sonhei que fui sequestrada por um colega, e ele me levou pra mergulhar e eu conheci um sereio antipatico e uma sereia lésbica que tinha tatuado bem grande na barriga LÉSBICA! Mas eu consegui fugir do sequestrador quando paramos pra comer panquecas num bar da estrada...

Anonymous Cacá, 11:24 PM \\\

Porra. Profundo esse sonho aí.

Pelo menos é melhor que o meu último... Tava vendo Fórmula 1, e o Galvão Bueno narrando: "O Senna tá meio morto ultimamente, cê não acha, Casagrande?"

Aí o Senna bate o carro e morre. =)

Blogger Leandro Corrêa, 10:15 AM \\\

Pô Billy, não sabia desse rolo todo que você passou pra voltar de Sorocaba pra São Paulo...
Bom, eu avisei que a Castelo era melhor, hein :P hehe

Sobre o sonho, isso me lembra Peter Pan na Terra do Nunca.

=]

Postar um comentário || Home

gpf, by billy.